AECT RIO MINHO CRIA UM OBSERVATÓRIO DAS DINÂMICAS SOCIOECONÓMICAS DO RIO MINHO TRASNFRONTEIRIÇO

O Agrupamento Europeu de Cooperação Territorial do Rio Minho, AECT Rio Minho, está a trabalhar de forma a pôr em prática um Observatório de Dinâmicas Transfronteiriças (ODT) no território minhoto. Trata-se de um projeto que conterá informações socioeconómicas do território galego e português de uma forma conjunta, com intuito de encetar iniciativas inovadoras tanto no âmbito público como privado.

O projeto terá um suporte web, que estará ligado diretamente ao site institucional do AECT Rio Minho no qual se encontrarão diferentes dados socioeconómicos do território do Rio Minho transfronteiriço. O objetivo deste observatório é que siva tanto investigadores, empresários e instituições, como instrumento de recolha de dados, e de correlação entre a informação, por exemplo, habitação, qualidade de vida, inovação, tecido empresarial, transporte e mobilidade, empregabilidade, educação, infraestruturas, cultura, turismo e meio ambiente.

O ODT do Rio Minho, como todos os observatórios socioeconómicos, é criado com o intuito de servir os investigadores, instituições e empreendedores como ferramenta de recolha e análise de dados territoriais, de forma a serem criadas políticas públicas e privadas de sucesso. Assim, o ODT é visto como uma ferramenta indispensável para dar continuidade ao diagnóstico territorial e ao Plano de Ação definido na Estratégia do Rio Minho Transfronteiriço 2030, tal como, fonte de informação para a elaboração de candidaturas a projetos de financiamento europeu.

O ODT é desenvolvido no âmbito do projeto “Rede de Apoio às Dinâmicas Locais de Cooperação no Rio Minho Transfronteiriço – REDE_LAB_MINHO” cofinanciado pelo Programa Interreg V-A Espanha Portugal (Atividade 2 – Construção e dinamização de uma rede de cooperação e observação das dinâmicas transfronteiriças). Ainda que, ao primeiro impulso com o financiamento europeu, se pretende criar uma cooperação estável com outras entidades – através de protocolos de colaboração – que permita a sua manutenção ao longo do tempo.

Esta iniciativa inovadora foi apresentada no dia 26 de abril a Presidentes de Câmara, Alcaldes e Alcadesas, bem como, aos representantes dos municípios e concelhos envolvidos.